Bombeiros do Aeroporto Leite Lopes realizam visita técnica ao 9º batalhão de Ribeirão Preto-SP

Exclusivo – Na manhã desta quarta-feira (20) foi realizada no 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, localizado na zona Sul de Ribeirão Preto, uma visita técnica com os bombeiros do Aeroporto Leite Lopes, tecnicamente chamados de Seção de Combate a Incêndios (SCI) e funcionários da Rede VOA, concessionária do Aeroporto de Ribeirão.

Durante a visita ao Grupamento, os SCI do Leite Lopes tiveram uma explicação relacionada à atuação do Corpo de Bombeiros de Ribeirão e em sua zona de atuação, bem como o emprego de cada viatura durante o acionamento de uma emergência, seja ela de pouca gravidade como um resgate de pessoas levemente feridas ou animais, como onças em áreas urbanas até ocorrências mais complexas, como incêndios a edifícios e acidente com veículos, em que as vítimas se encontram em risco de traumas graves.

Após as explicações, os SCI tiveram a oportunidade de conhecer as viaturas e seus equipamentos para diversos tipos de ocorrência, além disso, foi possível observar a demonstração de uma das viaturas de combate a incêndio existentes na cidade.

Foto: Adriano Moura Buzeli

O que são os SCI?

Os SCI são o serviço obrigatório para que um aeródromo ou aeroporto possa funcionar com operações regulares de pouso e decolagens de aeronaves e regulados pelo RBAC nº153 da ANAC, sem a equipe de Seção Contra Incêndio não é possível manter as operações do aeroporto ou aeródromo, no caso do Aeroporto Leite Lopes as SCI são divididas em 4 grupos sendo eles: Equipe Alfa, Equipe Bravo, Equipe Charlie e Equipe Delta, os quais estão sempre de prontidão e treinamento diário para que a segurança da área do aeroporto e seus frequentadores estejam garantidas, além do SCI realizar o emprego da segurança do aeroporto, eles são responsáveis também pela vistoria da pista e realizar a retirada dos objetos chamados de Foreign Object Damage (F.O.D), evitando assim, que tais objetos sejam aspirados para os motores das aeronaves ou até mesmo que possam colidir com o para-brisa das mesmas enquanto um avião esta decolando e a outra aeronave na espera aguardando a autorização da Torre de Controle (TWR) para adentrar a runway (pista de decolagem).

O Aeroporto Leite Lopes conta hoje com três viaturas Scania de 440 cavalos chamados de AP2 – Ataque Principal e batizados pelas equipes do Leite Lopes com o nome de Faísca e são eles que participam dos tradicionais batismos das aeronaves sempre quando uma nova rota é inaugurada ou quando a companhia aérea realiza a incorporação de uma nova aeronave em sua frota.

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal PILOTO RIBEIRÃO no youtube, nosso perfil no Instagram , faça parte de nosso telegram  e conheça também nossa revista digital.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.