ATR 72-500 da Voepass chegará em janeiro

Exclusivo – A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) aprovou recentemente a isenção temporária de cumprimento de requisito RBAC 121.344 permitindo assim, exportação da aeronave ATR 72-500 de prefixo F-WTBZ (MSN 760), além do ATR 72-500 (MSN760) a autorização é válida para também o ATR 72-500 (MSN748), sendo assim, esta concedida a Certificação de Produto: aprovação de Aeronavegabilidade para Exportação (CAE). 

O pedido de isenção tem duração de até 18 meses a partir de cada aeronave no Registro Aeronáutico Brasileiro, sendo parcial para o paragrafo 121.344 (f), do RBAC 121 abrangendo o registro dos seguintes parâmetros (a)(46), (a)(68), (a)(69), (a)(77), (a)(82), (a)(83), (a)(84) e (a)(88), devendo os demais parâmetros ser registrados tal como especificado no paragrafo 121.344 do RBAC nº121, inclusive durante o período de de validade da isenção.

De acordo com nossa fonte a incorporação deste boletim de serviço requer que a aeronave seja desmontada a nível de Check-C com tempo estimado de 45 dias, sendo o lead time da ATR de 6 meses, a companhia realizará no primeiro Check-C de cada aeronave ocorrendo dentro de 5000 mil horas de voo a partir do momento em que as aeronaves receberem o Certificado de Aeronavegabilidade Brasileiro. Em média as aeronaves da companhia voam 280 horas por mês.

Segundo informações as autoridades francesas receberam um pedido de revisão de aeronavegabilidade para que forneçam o Export CofA durante a transição do registro francês para o brasileiro, a expectativa é de que a aeronave seja exportada ao Brasil em janeiro de 2022 e que as manutenções que estão pendentes possam ser realizadas no centro de manutenções da companhia VoePass em Ribeirão Preto-SP.

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal PILOTO RIBEIRÃO no youtube, nosso perfil no Instagram , faça parte de nosso telegram  e conheça também nossa revista digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.